Roubo em Viracopos: sniper mata bandido que fazia mãe e bebê de 10 meses como reféns

17 OUT 2019
17 de Outubro de 2019
Um dos criminosos suspeitos de participar do assalto em Viracopos, nesta quinta (17), foi morto por um tiro de sniper após fazer uma mãe e seu filho de 10 meses como reféns. O sequestro durou cerca de duas horas.
De acordo com informações, o bebê foi resgatado sem maiores ferimentos. Sua mãe, no entanto, apresentou ferimento na nádega esquerda e foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo o Gate, responsável pela organização da ação que terminou com a morte do criminoso, as negociações ocorreram a partir de 12h (Brasília) e terminaram por volta das 14h06.

"As negociações caminhavam muito bem até que o meliante com a arma na cabeça da refém, que tinha a filha no colo, se aproximou da porta e aumentou a agressividade de forma desconhecida, então o sniper que estava posicionado do outro lado da rua efetuou um disparo, um tiro de comprometimento, e a equipe tática fez a invasão", informou o comandante do Gate, Luiz Augusto.

Outros dois criminosos também foram mortos durante a fuga do roubo.

Entenda o caso

Uma transportadora de valores localizada no Aeroporto Internacional de Viracopos foi alvo de assalto por uma quadrilha, no final da manhã desta quinta-feira (17), em Campinas, no interior de São Paulo.

Na ação, os criminosos balearam dois seguranças e fecharam os dois sentidos da Rodovia Santos Dumont (SP-075) ateando fogo em três carretas que estavam atravessadas na pista.

Os assaltantes teriam chegado ao aeroporto em carros clonados, possivelmente com símbolos da Polícia Federal e da Aeronáutica.

Na fuga, bandidos incendiaram três carretas que bloqueiam a rodovia que liga Campinas ao aeroporto.

Voltar